Prefeitura Municipal de São João do Oriente

Você sabia? Hoje, montar o portal de sua cidade é tão fácil que podemos montar em até 15 dias.
Imprimir Email

Institucional

História da Cidade

por Assessoria

10/05/2016 18:25

 

Saõ João do oriente

São João do Oriente é integrante da microrregião econômica Mata de Caratinga, com uma área territorial de 90 Km² cortada pelo Ribeirão Santo Estevão afluente do Rio Doce, tem na agropecuária, agroindústria e fábricas de cerâmica os pontos de sustentação de sua economia.

Pertencia ao município de Caratinga, em 1938 pertencia a Inhapim, em 1943 passou a ser distriro de Iapu, e obteve sua emancipação político-administrativa pela Lei nº 2764, de 30 de dezembro de 1962.

O Sr. Durval Fernandes foi nomeado como prefeito interino de São João do Oriente e permaneceu por três meses no poder até que as eleições ocorressem. E por eleição direta o Sr. Alberto Sebastião de Oliveira em 1963 se tornou o primeiro prefeito do município; o segundo prefeito veio a ser o Sr. Milton Antunes de Siqueira de 1967 à 1970. O terceiro prefeito foi o Sr. Eurídes Ajaz de Oliveira de 1971 à 1972;  o quarto mandato foi novamente do Sr. Milton Antunes de Siqueira permanecendo por 4 anos, assumindo de 1973 à 1976; o quinto prefeito foi o Sr. Jandiro Vieira  Botelho por 6 anos, governou de 1977 à 1982; o sexto mandato foi novamente do Sr.  Milton Antunes de Siqueira por mais 6 anos, governando de 1983 à 1988;  o sétimo mandato foi novamente o Sr. Jandiro Vieira  Botelho  por 4 anos, governando de 1989 à 1992; o oitavo mandato de prefeito ficou com o Sr. Alonso de Oliveira Ruela  governando de 1993 à 1996; a nona prefeita foi a Sra.  Maria de Lourdes Fernandes de Oliveira governando de 1997 à 2000; no décimo mandato de prefeito voltou as mãos do Sr. Alonso de Oliveira Ruela de 2001 a 2004. O décimo-primeiro mandato com a reeleição do então prefeito Sr. Alonso de Oliveira Ruela levando de 2005 a 2008 o seu governo. O décimo-segundo mandato foi do Sr. Jorge Romel Cunha que assumiu a prefeitura em 2009 até 2012 e o décimo terceiro mandato está sendo do atual prefeito municipal, o Sr. Alonso de Oliveira Ruela que assumiu o poder em janeiro de 2013 e segue até os dias de hoje.

Com o objetivo de proporcionar a difusão do civismo e da cultura física, principalmente o futebol, os orientenses fundaram em 20/06/1964, o C.E.S.J.O (clube esportivo São João do Oriente), filiado a liga Caratinguense de desportos.O primeiro presidente de honra foi Alberto Sebastião de Oliveira e o Presidente foi Hamilton Pereira de Souza.

A população do município está por volta de 7.932 habitantes. O município possui várias comunidades adjacentes, como córregos e distritos, em destaque o distrito de Santa Maria do Baixio que possui sua população superior a 2000 habitantes.

A principal fonte de renda são atividades ligadas ao plantio de verduras, legumes e outros vegetais, sendo o quiabo e jiló os de maiores destaques.

INÍCIO E POVOAMENTO DE SÃO JOÃO DO ORIENTE

O primeiro bandeirante  a penetrar o Município de São João do Oriente foi Raimundo Caetano de Santo Antônio do Manhuaçu, em 1880.

Os primeiros habitantes de São João do Oriente foram as famílias: Caetano Marques, Oliveira e Corrêa.

O povoado surgiu da necessidade de agruparem-se.

As terras para o patrimônio foram doadas por Antônio Vidal, Francisco Guilherme e Antônio José da Silva, em nome de São João Batista.

Em 1887, inicia-se o povoamento do patrimônio que passara a se chamar Baixio da “Decoada” devido ser esta região banhada por um Córrego de águas escuras cor “decoada”.

Em 1902, quando terminara de celebrar a 1ª missa no povoado, o Padre José Faustino dos Santos, olhara para o vasto horizonte e assim exclamara:  “_Este lugar deveria se chamar São João do Oriente.” – sendo assim, a origem  do nome de nosso Município  está ligada a esse fato.

Outros vieram para São João do Oriente – Sebastião Augusto de Andrade e seus irmãos: Estevan Zeca e Antônio Andrade, Capitão José Rodrigues de Oliveira , o famoso Capitão José Rodrigues de Oliveira, o famoso Capitão Rodrigues (muito estimado pelo povo, pelo dom de receitar remédios), e seu irmão Alexandre Rodrigues de Oliveira.

O farmacêutico Olívio Pinto Vieira veio para São João do Oriente a convite de Sebastião de Andrade, que entre outros feitos, destaca-se a criação da 1ª escola pública, para São João do Oriente, (tendo como 1ª professora – Alverina Lopes e a 2ª Bárbara Patrícia de Souza), em troca de uma doação de um prédio feito para a Câmara Municipal de Caratinga.

No pequeno povoado foi fundada uma casa comercial por José Vicente de Almeida de sociedade com Higino Fernandes e uma padaria por Armindo Antunes de Siqueira já havendo nesta época, proprietários de terras que muito trabalharam para o progresso do então povoado e da região que são: Romualdo Antunes, Sebastião Augusto de Andrade, João de Deus Silva, o Capitão Rodrigues e seu irmão, Raimundo de Abreu e Silva, João Teodoro de Souza, João Leandro, Antônio Virgolino de Souza, Marcelino Teixeira de Carvalho, Alfredo da Costa Soares, Antônio Alves Ferreira.

 

DATAS HISTÓRICAS DE SÃO JOÃO DO ORIENTE

1880 – Derrubada das matas.

1887 – Doação e início do povoamento do patrimônio Baixio “Decoada”.

1902 – Missa, celebrada pelo Padre José Faustino dos Santos. Origem do nome:São João do Oriente.

1914 – Medição das terras do arraial pelo agrimensor Antônio G. Monteiro Júnior.

1915 – Instalação da 1ª Casa Comercial de Propriedade de José Vicente de Almeida Higino Fernandes e de uma farmácia por Olívio Pinto Vieira.

1948 – Criação do Distrito de São João do Oriente, pela Lei 336 (27/12/1948).

1950 –  Inauguração da 1ª força e luz de São João do Oriente – Usina Hidráulica do Ribeirão Santo Estevão (24/06/1950).

Instalação de São João do Oriente, com distrito de Iapu. Criação e Instalação do Cartório de Paz e Notas.

1953 – Instalação da Escola Rural Fazenda Boa Vista (14/05/1953).

1955 – Criação da Agência de Correios (21/01/1955). Lançamento da Pedra Fundamental da Matriz São João Batista, tendo como Padre, Francisco Weber.

1962 – Inauguração da Paróquia pelo Bispo Dom Eugênio Corrêa (12/04/1962) .

Emancipação do Distrito e elevado à categoria de Município, pela Lei 2764 (30/12/62).

1963 – Instalação da cidade tendo como seu governante o Intendente Durval Fernandes (01/03/63).

Fundação da Escola “Armindo Antunes de Siqueira (07/08/1963).

Posse do 1º Prefeito – Alberto Sebastião de Oliveira, eleições diretas pelo povo (30/08/1963)

1964 – Criação da SIAT (Agência Fazendária(28/01/1963).

Instalação da Escola Padre Francisco Weber, em Santa Maria do Baixio (18/07/1964).

1965 – Criação do Telégrafo (12/12/1965).

Fundação da C.N.E.G (Campanha Nacional dos Educandários Gratuitos) (12/12/1965), mais tarde CNEC (Campanha Nacional das Escolas da comunidade).

1966 – Chegada da CEMIG à nossa cidade.

1967 – Posse do 2º Prefeito – Milton Antunes de Siqueira, em eleições diretas pelo povo (31/01/67).

Instalação da CEMIG (29/04/1967). Instalação de um receptor de TV (15/11/1967).

1968 –  Instalação do telefone, pela TELEMIG (01/09/1968).

1971 – Posse  do 3º Prefeito – Eurides Ajaz de Oliveira (31/01/71).

1973 – Posse do 4º Prefeito – Milton Antunes de Siqueira (31/01/1973).

Criação e Instalação da Biblioteca Municipal Olívio Pinto Vieira, pela Lei nº 184 (22/02/1973).

1975 – Fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São João do Oriente (23/11/1976)

1976 – Inaugurações (24/11/1976)

Biblioteca Municipal Olívio Pinto Vieira

Ambulatório Médico

Praça 1º de Março

Fonte da Lavadeira – Maria Pedra e Ponte sobre o rio Santo Estevão

Praça Poliesportiva – Dênio Moreira, anexa ao Estádio Olívio Pinto Vieira

1977 – Posse do 5º Prefeito – Jandiro Vieira Botelho (31/03/1977)

Instalação da COPASA (Companhia de Saneamento Básico e Abastecimento de água).

1980 – Inauguração do Banco Nacional (03/03/1983)

Posse do 6º Prefeito – Milton Antunes de Siqueira (01/02/1983).

1989- Posse do 7° Prefeito- Jandiro Vieira Botelho

1993- Posse do 8° Preito- Alonso de Oliveira Ruela

1997- Posse da 9º Prefeita- Maria de Lourdes Fernandes de Oliveira

2000- Segundo mandato do Prefeito Alonso de Oliveira Ruela

2004-Reeleição do Prefeito Alonso de Oliveira Ruela

2009- Posse do Prefeito Jorge Romel Cunha

2013- Posse e início do 4° mandato de Alonso de Oliveira Ruela

 

 

Símbolos do município

 

Os símbolos do nosso município são a Bandeira, o Brasão e o Hino municipal.

A bandeira e o brasão municipal foi  instituída através da lei 425 de 20/04/1986.

bandeira

 

 

A bandeira de São João do Oriente é terciada com a faixa da tralha na cor vermelho coral, a faixa do centro da cor branca e a faixa da ponta da cor azul do céu e o brasão aplicado ao centro. O vermelho representa a luta pelo desenvolvimento do município. O branco significa a índole pacífica e ordeira de seus cidadãos. O azul representa o céu primaveril, o zelo, a fidelidade e a lealdade. O brasão aplicado ao centro da bandeira representa o poder municipal e a sua autonomia política, com a data de 1º de março de 1963 (Data da emancipação política do município). 

 

 

brasao

O Brasão de Armas Municipais é feito com bordadura vermelho coral ornamentado com oito flores de lis de ouro, dividido em quartéis encimado por uma coroa mural de 6 torres  de prata carregado com figuras nos quatro quartéis. No primeiro quartel da direita – Gráfico de São João do Oriente, homenageando  o Santo Padroeiro da cidade simbolizando desta forma, a religiosidade de seus habitantes (a fé e o amor). No segundo quartel, um triângulo vermelho significando um louvor aos inconfidentes, com bordadura prata que significa igualdade dos propósitos da 3ª gestão administrativa, do Prefeito Milton Antunes  de Siqueira com o lema “DEO PATRIAE AMICIS “ , Deus, Pátria amigos, na parte externa do triângulo, que sempre orienta este povo. No 3º quartel, os gráficos de uma olaria e um jarro artesanal simbolizando a indústria de Artesanato de barros e cerâmica.

No 4º quartel, figuras de uma cabeça de vaca e um arado, lembrando o gado leiteiro e o trabalho do campo (Economia Agro-pecuária).

Ladeando os ramos de arroz e pé de milho frutificado, principais produtos agrícolas.



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página